Mudança de estação: Armário e a caixa solidária dos CTT

Mudança de estação: Armário e a caixa solidária dos CTT

 

Na 3ªfeira passada iniciamos uma série de posts sobre Setembro, o regresso, começamos por uma Guerra aberta aos cabelos secos pós-verão, falamos também HIdratação express e como tal para terminar esta série falta falar sobre a arrumação do Armário.

Todos os anos, quando entramos na Primavera ou no Outono, faço uma limpeza geral no meu armário. Tiro todas as roupas e acessórios e faço uma meditação e escolha (ás vezes bem difícil) das peças que vou guardar e das peças que vou dar!

caixa solidaria CTTCostumo selecionar algumas peças (ainda em bom estado), mas que já não uso e dou à cruz vermelha. No entanto este ano, vou fazer diferente! Tem circulado pela internet, uma caixa solidária dos CTT. Eu não tinha conhecimento, mas assim que li um artigo sobre o assunto, decidi logo que este ano faria diferente.

caixa solidaria CTT

E é por isso, que estou a escrever este post! Não, não vos vou mostrar as peças que vou dar, nem as peças que ficam para usar no próximo ano (até porque era impensável tirar tanta foto! lol). Vou vos dar umas dicas de como selecionar a roupa e também falar desta caixinha, que eu acho uma ideia fantástica e tenho pena que não seja mais divulgada! (Ajudam-me nesta parte? Partilhem muito o post! Vamos fazer com que Portugal inteiro tenha conhecimento desta caixa solidária dos CTT e preferencialmente que muita gente a use!)

Então eu faço assim, tiro o dia todo para isto! Marco na agenda, que o dia é para mim, é quase como terapia! Faço chá e enfio-me no meu quarto! Vou tirando peça a peça e analiso individualmente cada uma delas. Vou fazendo 3 montinhos, o que vesti várias vezes este ano e portanto fica; o que não vesti ou vesti pouco, mas ainda não me sinto capaz de libertar, fica no monte do talvez, e o que definitivamente vai embora.

O truque é olhar bem para a peça e sentir a “vibe” que ela nos lança. Há peças que tenho há anos, que visto se calhar uma vez por ano, e no entanto por um motivo ou outro não sou capaz de me libertar delas! Não faz mal, o armário é grande e ninguém é perfeito!

O passo seguinte é ver se as peças estão em condições de ser vestidas, se não estão, verificar se há algo que uma boa costureira possa fazer por elas. Se estiverem mesmo em más condições: montinho do lixo (4º montinho, que não é para dar, mas não necessariamente vai para o lixo! Usem a imaginação, há tantos DIY com retalhos de roupa! Mais não seja uso como roupa para estar em casa, ou t-shirts para dormir!)

Portanto, já conseguimos selecionar as que definitivamente ficam e as que vão embora. E o montinho do talvez?

Bem o montinho do talvez, muitas vezes depende do nosso estado de espirito! Há momentos em que me consigo desfazer de tudo, há outros em que penso “Se calhar esta moda volta daqui a 10 anos e eu ainda visto isto!” Enfim… é por pensamentos como este que tenho roupa no armário que só vesti uma vez… Mas que não me consigo desfazer… Especialmente se for roupa cara!

Mas sejam sinceras convosco “Vou vestir isto para o ano que vem?” “Ainda vai estar na moda? e se não estiver, vou vestir?” E também… “Esta peça fica-me realmente bem, ou já não me serve?” Eu sei que esta ultima é ainda mais complicada, porque ás vezes pensamos que só porque temos no armário o numero abaixo, vamos conseguir voltar a vestir! Mas por norma… o melhor é libertarmo-nos dessa roupa! Se voltarmos ao tamanho que queremos, como prenda, podemos sempre comprar um vestido novo! (Claro que não vos estou a dizer para deitarem o armário todo fora! ah ah)

Bem agora toca a passar uma semana a lavar roupa e o próximo fim-de-semana a passar a ferro! 🙁

Mas não deixem de o fazer, porque devem arrumar a roupa sempre limpa e passada a ferro, para evitar nódoas que nunca mais vão sair e possíveis fungos e micróbios (daí a importância de passar a ferro!)

E a roupa que vão dar, claro que também convém estar, pelo menos limpa, porque no trajeto pode eventualmente ficar amarrotada. Mas não se esqueçam da máxima de que está na caixa “Devemos dar como queremos receber”

Agora é só colocar na caixinha, que já foram buscar aos CTT e assinalar para onde querem enviar.

Podem selecionar entre as seguintes instituições:

Na imagem não conseguem ver bem as instituições, por isso coloquei aqui a lista, e os links diretos que encontrei de cada uma delas. Pesquisem no site das instituições que mais vos tocarem no coração. Se não puderem enviar algo, ou mesmo que o façam, há sempre outras ajudas e diversas campanhas de voluntariado! Quem sabe? 🙂 Sejam solidários.
Numa outra altura faço um post sobre os pequenos gestos solidários que eu e o Dallas já fizemos e projetos que temos! Sim? Querem?
Não pagam portes, nem pagam a caixa, e também não têm de se preocupar com a morada das instituições! É só assinalar na caixa para qual das instituições querem enviar! 😉

Portanto basicamente só têm de ir buscar a caixa e levar de volta aos CTT, carregada de peças que já vos trouxeram muita felicidade e agora vão dar aconchego a outras pessoas que também precisam muito!

Sejam sensatas ao enviar, não enviem roupa estragada, enviem roupas básicas e confortáveis, especialmente pijamas e fatos de treino.

Podem também enviar brinquedos e material escolar que já não usem e esteja em boas condições, para algumas das instituições!

caixa solidaria CTT

Vamos ser solidários?

Hoje não me despeço com o habitual beijinho, mas sim com um abraço apertadinho,

Tiffany

Partilha:

2 Comments

    • Tiffany & Dallas
      18 Dezembro, 2015 / 16:36

      Muito Obrigada Liliana!
      Faço os possíveis para alertar e “cativar” para a solidariedade!
      Tento sempre abordar de uma forma diferente!
      Fico contente que tenha gostado!
      Beijinhos

Deixa-nos o teu comentário