Como superar o medo de conduzir?

Como superar o medo de conduzir?

 

Tenho a carta há mais de 10 anos e por várias vezes já tive de respirar fundo e dizer a mim própria “Tens de superar esse receio!” Não se enganem, gosto de conduzir e (regra geral) não tenho medo de o fazer!

Mas aqui há uns dias, em conversa com uma amiga, ela confidenciou ter medo de conduzir, simplesmente não consegue sentir-se confiante ao volante! Engraçado é que já não foi a primeira vez que percebi que algumas meninas têm medo ou simplesmente dizem que não gostam de conduzir!

No momento dei alguns conselhos, mas quando vim para casa, parei para pensar!

Assim que tirei a carta, família e amigos, todos me acharam capazes e as chaves simplesmente apareciam nas minhas mãos!! A verdade é que eu não me sentia nada segura nem confiante, mas ou por orgulho ou porque uma parte de mim sempre me diz ” Tens de ser forte, se não enfrentares agora, vais ter mais medo da próxima vez!” E quem me conhece sabe eu “agarro o touro pelos cornos!” Por isso ainda que com um nó na barriga, desde sempre conduzi todos os carros que me pediam, ou porque estava toda a gente ocupada e era preciso ir buscar alguma coisa, ou porque era preciso deixar um dos carros na garagem…

Este sentimento de nervoso miudinho acompanhou-me nos primeiros meses! Não estranhei mas também não lhe permiti que se acomodasse! E ele acabou por passar ou quase…

Há uns 4 anos tive um acidente! Era de noite, ou melhor quase de madrugada e eu vinha de estar com umas amigas. Não pensem que foi bebida, porque não foi. Não digo que eu seja uma santa, porque estou longe de o ser, mas quando sei que tenho de conduzir tenho cuidado! Ou melhor tinha, porque hoje em dia praticamente não bebo, mas isso é outro post! Portanto, voltando ao acidente, adormeci! Adormeci numas curvas bem perigosas. Lembro-me perfeitamente de ver o sinal de 70 e apesar de eu ir a 80/90, lembro-me de ter desacelerado. Depois apaguei! Acordei porque o radio estava muito alto! O meu gesto foi baixar o radio e quando percebi estava na berma da estrada da faixa contrária! Encostadinha a uma parede de pedra e monte… Imaginam o susto?

Felizmente não passou disso!

Apalpei-me logo toda e não me doía nada! Mas dei conta que tinha uma unha partida! lol

Olhei a minha volta e havia tralha (que costuma estar dentro da minha mala) por todo o lado.

Ainda sai do carro para ver em que condições estava. E aparentemente estava tudo bem! Liguei o carro, que pegou, mas fez um barulho estranhíssimo, por isso sai da estrada principal e encostei mais a frente e liguei imediatamente para a minha mãe. Que ficou logo preocupada e semi-histérica. A primeira coisa que lhe disse foi “Ouve a minha voz, eu estou bem, não me magoei e estou calma. Só preciso que acordes o papa e que me venham buscar sff” Assim foi.

No dia seguinte, voltou aquele medo e nervoso miudinho! Queria voltar a instalar-se na minha barriga e na minha cabeça!!! Mas eu disse “Não, não e não!” Por isso, no momento em que o meu pai me disse temos de ir levar o carro a oficina, eu entrei e conduzi! A minha barriga deu um salto daqueles… mas acreditem que venci mais uma batalha! lol

O que vos estou a tentar passar hoje é que quando queremos, nós podemos! E não há nada mais forte que a nossa vontade! Força de vontade!

Bem sei que o meu micro acidente que me lascou uma unha, não representa nada, quando comparado com outros! Mas eu uso sempre a teoria da relatividade neste caso! Não a do Einstein! A minha! Relativizem! O problema que aos nossos olhos parece grande, aos dos outros parece pequeno! Por isso, se o meu problema para vocês parece pequeno, façam com que dentro da vossa cabeça o vosso problema também seja pequeno! Estou me a fazer entender?

Quando tenho um problema, penso sempre que há quem tenha problemas maiores! Por isso, o problema que naquele momento parece gigante, quando comparado com um autentico planeta, vai acabar por parecer uma formiga! sim, eu sei, não sou boa com metáforas!!

Conclusão: há frases clichés, mas que realmente funcionam: “o poder esta dentro de ti” ” Poder é querer”…

E se a força da tua mente não te estiver a levar ao caminho pretendido, procura ajuda!

Conversar com uma amiga, de forma sincera, ajuda sempre! Ouvir em voz alta os nossos problemas, ajuda-nos a compreendê-los!

E no caso especifico do medo de conduzir…

Porque não ir para um descampado?

Ou conduzir em vilas pequenas com pouco trânsito!

Espero ter ajudado!

Mas digam-me quantas de vocês têm medo/receio de conduzir?

Beijito,

Tiff, Street racer!

P.s: Só nos meus sonhos! ah ah

 

 

Partilha:

13 Comments

  1. 24 Abril, 2017 / 21:16

    Amaxofobia, já sofreu? eu sofro e é nas auto estradas, infelizmente a força não chega tenho de estar medicado e se existe coisa que ador é conduzir.

    • 25 Abril, 2017 / 20:10

      Olá Bruno,
      Lamento saber que sofres de amaxofobia.
      O post é para quem tem receio, insegurança; no teu caso, infelizmente, é bem mais profundo que isso.
      Mas tal como tu disseste já estas a ser medicado e seguido por uma terapeuta, suponho! 🙂
      Fico feliz que assim seja, porque infelizmente muitas pessoas resignam-se e acabam por nunca mais conduzir.
      Força e se precisares estamos sempre aqui para 2 dedinhos de conversa 🙂

  2. Rita
    18 Março, 2017 / 18:52

    Conduzir é comigo.
    Nunca tive medo. Felizmente desde o primeiro dia de carta que conduzo…
    Tenho carta de carro a cerca de 6 anos e já tenho uns vales kmetro no corpo.
    Carros grandes e pequenos, carrinhas … com mudanças ou automático … desde que tenho pelo menos 2 pedais e um volante está bom…
    😀😀😀

    • 18 Março, 2017 / 22:19

      É assim mesmo mulher! 🙂
      Temos condutora! 😛

  3. Helena Raquel
    26 Fevereiro, 2016 / 13:08

    já te respondi no fb , mas gosto de deixar cá a minha marca , <3
    eu não conduzo muito , só deves em quando quando vou aos meus pais e assim , o medo atormentame , o que facto de imaginar o que passei é um pesadelo constante quando pego no carro . Não fui eu que ia a conduzir naquele dia , mas ganhei medo , odeio conduzir com chuva e a noite . Acho que nunca vou conseguir superar este medo , quando passo naquela estrada onde ia perdendo a vida , choro , com medo .
    A primeira vez que passei naquela estrada após o acidente foi quando fiz meio ano dele ter acontecido ou seja no dia 25 de junho de 2014 , eu chorava tanto tantoo , tentava encontrar respostas as minhas perguntas e nada , :'c o meu namorado ao ver a minha dor nem dizia nada , pois ele ouviu falar muito no acidente e constava-se que a jovem que ia no lugar do pendura morrera naquele dia :'( mas prontooo ,ja passou <3

    • Tiffany & Dallas
      26 Fevereiro, 2016 / 15:43

      já falamos outras vezes sobre isto, e é mais do que normal tu sentires-te assim, fragilizada! Mas a verdade é que tiveste muita sorte, e tens muita força de vontade! Porque ainda que te custe, tu pegas no carro! e isso é de louvar! Tens lutado contra os teus medos. é normal que algumas situações (como chuva e noite ou mesmo o local) ainda tenham uma carga negativa muito grande. Mas com o tempo, também isso se irá relativizar! Cada vez ficará mais distante na tua memória e por consequência, cada vez terá menos peso e menos poder sobre ti! És uma batalhadora! Tu vences sempre as batalhas! 🙂
      Um beijinho muito grande e muita força!

      • Helena Raquel
        26 Fevereiro, 2016 / 20:43

        ♡♡♡♡♡
        Obrigada

  4. 25 Fevereiro, 2016 / 21:53

    Felizmente nunca tive esse problema, mas conheço bastantes pessoas com esse medo.. Aliás conheço meia dúzia de pessoas que tiraram a carta e NUNCA mais conduziram! Num caso específico a mãe continuou a dar-lhe boleia para todo o lado, percebo a mãe querer ajudar mas tinha de” insistir” para ela perder o medo (caso complicado em que a pessoa em questão foi MUITO teimosa não ouviu ninguém..).
    No meu caso AMO conduzir, os meus pais tinham receio ao inicio e eu só queria conduzir! Sou a condutora de serviço! Como ainda não tenho carro próprio, um dos carros dos meus pais está sempre sobre “o meu puder” lol.
    Achei o post muito bom 😉 Não só para quem tenha medo de conduzir, mas também de outra coisa qualquer 😉

    • Tiffany & Dallas
      25 Fevereiro, 2016 / 22:06

      No inicio era só para falar de conduzir! Mas acabei por perceber que podia ser mais abrangente! 😛
      Tal como toda a gente tenho os meus medos e receios, mas conheço-me muito bem e sei que tenho muito “Poder interior”!! Tento sempre passar isso para as pessoas de quem gosto! Virtualmente não é tão “fácil”! Mas vou tentar! 😛
      Quanto á tua amiga, é muito complicado mesmo! Porque quanto mais tempo deixar passar, mais insegura se vai sentir! 🙁
      E só ela é que pode mudar a situação! Talvez um dia!
      Um beijito para ti e força para ela!
      p.s: Lembra-me de te oferecer umas luvas de pele no Natal! Ah ah (just kidding!) 😛

  5. Ana Pinto
    25 Fevereiro, 2016 / 21:42

    Eu tenho…
    Tirei a carta de condução a 21 de Abril do ano passado, e talvez tenha conduzido apenas 10 min. Tenho receio de conduzir porque sei que ainda sou muito verde e sempre que tento pegar no carro para conduzir a minha mãe sempre “vai com o teu pai é mas seguro!” e é o que faço e agora tenho mais receio ainda se for conduzir sem ele porque acho que vou fazer alguma coisa de mal e ele não vai estar lá a ajudar me…
    Gostei bastante do post acho que é um tema que nunca ouvi ninguém falar, beijinhos

    • Tiffany & Dallas
      25 Fevereiro, 2016 / 22:00

      Obrigada Ana, ainda bem que gostaste! Estou aqui para vos ajudar! 🙂
      E quando vejo situações na “vida real”, penso sempre em trazer para o mundo virtual! 😛
      Para mim, funcionou ir mesmo sozinha! Porque assim não há ninguém ao meu lado a dizer ” Não faças isto”, ou “vai mais devagar”. Mas pede ao teu pai que te leve para um descampado e que te deixe dar umas voltas sozinha. Assim aceleras e travas rápido, para ganhares confiança em ti própria e conheceres os teus limites e os teus tempos de reação! 🙂
      Parece-te bem?
      Depois começa com voltinhas curtas e por estradas pouco movimentadas!
      Boa sorte! 😛
      Depois contas-nos?
      Beijito

  6. Muriela Madureira
    25 Fevereiro, 2016 / 21:31

    eu inscrevi me na carta este ano, em setembro, e tenho medo :s

    • Tiffany & Dallas
      25 Fevereiro, 2016 / 22:01

      é normal princesa! 🙂
      Mas tens de ser mais forte que esse medo! Aos pouquinhos vais ultrapassar!
      Mas já foste a exame?

Deixa-nos o teu comentário